Notícia

Economia

Caged aponta redução de empregos

Postada 10/08/2017



O Brasil abriu 35.900 vagas de emprego formal em julho, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho. O resultado decorre de 1.167.770 admissões e 1.131.870 demissões. A pesquisa registrou crescimento no número de vagas em quatro regiões do País: Centro-Oeste, Sudeste, Nordeste  e Norte. A exceção foi justamente a Região Sul, que registrou o fechamento de 62 postos de trabalho no mês. 

O Rio Grande do Sul foi o responsável pela queda nos números da Região. O Estado gaúcho fechou 1.149 empregos no mês de julho, enquanto que no Paraná foram abertos 959 vagas e em Santa Catarina 128 vagas. O desempenho do Rio Grande do Sul foi o quarto pior do país no mês, atrás de Rio de Janeiro (9.320 vagas), Espírito Santo (1.841 vagas) e Mato Grosso do Sul (1.827 vagas). O maior destaque positivo foi São Paulo, que abriu 21.805 postos de trabalho.

O resultado mensal foi puxado pela indústria de transformação, que gerou 12.594 postos formais em julho. Outros segmentos com resultado positivo foram comércio (10.156 vagas abertas), serviços (7.714), agropecuária (7.055) e construção civil (724 novos empregos). Por outro lado, os serviços industriais de utilidade pública lideraram o grupo com fechamento de postos: 1.125 empregos encerrados no mês. Em seguida, estão administração pública (-994) e extrativa mineral (-224). 

O Ministério do Trabalho ainda não divulgou os dados acumulados dos sete meses de 2017, nem o dado acumulado nos últimos 12 meses. 


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
clicjm@jornaldamanhaijui.com Desenvolvido por